Genes que controlam ritmo interno...

...também intervêm no sexo

24 agosto 2004
  |  Partilhar:

Os genes que controlam as actividades rítmicas diárias dos seres vivos, conhecidas como ciclo circadiano, cumprem uma importante função sexual que não tem a ver com o dia e a noite.Investigações com moscas da fruta realizadas por cientistas da Universidade Estatal de Oregon mostraram que aqueles genes também são importantes na duração do acto sexual, segundo o estudo publicado na revista «Current Biology».No ser humano, estes genes estão estreitamente vinculados a uma ampla gama de funções que vão desde o sono à temperatura hormonal, incluindo os sistemas neurológico e hormonal, estados de ânimo e produtividade laboral.No estudo, os cientistas salientam que as mutações levadas a cabo nos genes da mosca da fruta influíram no sentido dos machos prolongarem o acto sexual de maneira considerável.A conclusão principal do estudo, realçaram, é que estes genes cumprem outras funções que provavelmente têm escassa relação com o ciclo circadiano, que é o mais afectado pelo desfasamento horário que se verifica nas viagens de avião muito longas.Uma dessas funções ficou demonstrada quando se descobriu que, nas moscas em que tinham sido eliminados esses genes, tanto as fêmeas como os machos produzem menos espermatozóides e óvulos, sublinha o estudo.Segundo Giebultowicz, a importância dos genes circadianos foi descoberta quase por casualidade quando a estudante Laura Beaver advertiu que as moscas que não os tinham eram capazes de manter uma copulação entre 30 e 50 por cento mais prolongada. Uma investigação mais específica revelou que é o macho que determina a duração da copulação, um decisão directamente vinculada nos genes circadianos.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.