Gene condiciona evolução da Leucemia

Trabalho anunciado na revista “Blood”

05 agosto 2007
  |  Partilhar:

 

Investigadores do Instituto Catalão de Oncologia (Espanha) identificaram, pela primeira vez, um gene que condiciona a resposta dos doentes de Leucemia ao Transplante de Medula Óssea.
 

 

Cientistas espanhóis do Laboratorio de Investigación Traslacional analisaram 536 Transplantes de Medula procedentes de dadores compatíveis (irmãos dos doentes) em 19 hospitais daquele país e afirmam, no estudo publicado na revista médica "Blood", que a sobrevivência do transplantado varia notavelmente com a variedade do gene do dador.
 

 

O trabalho desenvolvido pelos investigadores apresenta um mecanismo relacionado com o gene ctla-4, que poderá explicar as diferenças existentes no aparecimento das complicações. Apesar de alguns dos polimorfismos já terem sido associados a uma maior susceptibilidade de desenvolver certas doenças auto-imunes, nunca os polimorfismos do ctla-4 tinham sido associadas com a resposta a um transplante de células-mãe.
 

 

Os cientistas descobriram que os pacientes que recebem células provenientes de dadores com o polimorfismo "ct60 ag" ou "ct60 gg" têm uma maior probabilidade de sofrer recaídas e consequentemente uma possibilidade de sobrevivência mais baixa (56,2% após 5 anos), do que aqueles que recebem células com o polimorfismo "ct60 aa" (sobrevivência de 69,8%). A rejeição é também, de acordo com os especialistas, mais frequente nos doentes que têm o polimorfismo "ct60 aa".
 

 

De acordo com os especialistas, caso se confirmem estes resultados, "deverá analisar-se o gene ctla-4 do dador antes de levar a cabo o transplante".
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.