Gel protegeu macacos do vírus da Sida

Método poderá vir a ser usado por Humanos

12 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Um gel que contém anticorpos do vírus da sida conseguiu impedir que a maioria dos macacos ficassem infectados, refere um artigo publicado na edição deste mês da revista «Nature Medicine». Um gel como este pode vir a ser uma alternativa aos preservativos, funcionando como um preservativo invisível que evita a disseminação do vírus da sida.
 

 

Metade dos novos casos de infecção são em mulheres. Não só muitas vivem em sociedades onde não têm liberdade para pedir ao parceiro para usar preservativos, como muitos homens recusam-se a usá-los. Por isso, os especialistas defendem que o desenvolvimento de um gel evitará a infecção.
 

 

A equipa de John Moore, da Universidade Cornell, em Nova Iorque, e Ronald Veazey, da Universidade de Tulane, no Louisiana, desenvolveu um gel com um dos anticorpos que o organismo fabrica naturalmente contra o HIV. O gel, ou uma solução salina com esse anticorpo, foi introduzido na vagina de 12 fêmeas de macaco - já que estes animais são afectados pela versão símia do vírus da sida, o SIV. Duas horas depois, os animais foram infectados com o vírus, mas neste caso uma combinação do HIV e do SIV.
 

 

Entretanto, investigadores do Uganda começaram a testar em voluntários um protótipo de vacina contra o HIV/Sida, que combate a estirpe de vírus predominante em África. O ensaio clínico envolverá inicialmente 50 pessoas não infectadas e com um reduzido risco de infecção, de forma a testar se o produto é seguro e cria imunidade ao vírus.
 

 

Fonte:Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.