Gel impede infecção do VIH no tecido vaginal

Estudo publicado no “Advanced Functional Materials”

11 agosto 2009
  |  Partilhar:

Um novo tipo de "preservativo molecular" capaz de proteger as mulheres contra o vírus da sida foi desenvolvido pela University of Utah, nos EUA. O trabalho vem publicado no “Advanced Functional Materials”.

 

A equipa de cientistas, liderada por Patrick Kiser, desenvolveu um gel vaginal que se torna semi-sólido em contacto com o sémen, funcionando como uma “armadilha” que absorve os vírus numa malha microscópica e os impede de infectar as células vaginais.

 

O novo gel permite às mulheres proteger-se contra o VIH sem o consentimento dos parceiros. Para Patrick Kiser, este facto "é importante, particularmente em áreas do mundo desprovidas de recursos, como a África subsariana e o sul da Ásia, onde em algumas faixas etárias o número de mulheres infectadas chega aos 60%". De acordo com o investigador, nessas zonas, devido a factores culturais e socioeconómicos, as mulheres não podem impor aos parceiros o uso do preservativo.

 

O novo gel também poderá vir a ser usado como protecção contra o vírus do herpes e o do papiloma humano (HPV), causador do cancro do colo do útero.

 

A investigação, que vai entrar na fase de testes em humanos nos próximos anos, foi desenvolvida graças a uma bolsa de 100 mil dólares da Fundação Bill e Melinda Gates.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.