Gel anti-HIV potencia contágio de centenas de pessoas

Laboratório cancela estudos

02 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Investigadores puseram fim a estudos de um microbicida vaginal que se esperava poder prevenir a infecção pelo HIV, após resultados terem demonstrado que o gel em causa não protege da infecção, parecendo, ao invés, potenciá-la.
 

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os resultados dos estudos, a decorrer em África e na Índia, foram "uma desilusão e um inesperado recuo" nos esforços de encontrar um meio simples de as mulheres evitarem o contágio por HIV através das relações sexuais.
 

 

As experiências relativas ao Ushercell - um gel com sulfato de celulose e um componente feito à base de algodão, desenvolvido pelo laboratório farmacêutico canadiano Polydex Pharmaceuticals - estavam na fase final e envolveram milhares de mulheres.
 

 

Um estudo envolvendo 1.500 mulheres na África do Sul, Benim, Uganda e Índia foi interrompido esta semana, depois de uma monitorização independente ter concluído que havia mais mulheres infectadas entre as que estavam a usar o gel do que entre as que não o faziam.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.