Gastroenterites causadas por “Campylobacter” aumentam na União Europeia

Dados do relatório anual

23 janeiro 2009
  |  Partilhar:

Os casos de intoxicação alimentar nos países da União Europeia (UE) causados pela “Campylobacter” (causa mais frequente de gastroenterite) aumentaram 14,2% em 2007, enquanto as infecções por “Salmonella” diminuíram 7,3% no mesmo período.
 

 

Os dados constam no relatório anual sobre as doenças de origem alimentar, publicado pela Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) e pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC).
 

 

O documento, citado pela agência Lusa, refere que, em Portugal, houve "504 casos de salmonelose" em 2007, tendo sido "confirmadas 482 infecções". O número de casos registados, segundo este documento, foi de 720, 691, 468 e 387 respectivamente para os anos de 2003, 2004, 2005 e 2006. O relatório não apresenta nenhum dado referente aos casos de infecções provocadas pela “Campylobacter” e pela “Listeria” no nosso país no período entre 2003 e 2007.
 

 

Dentro dos países da UE e em 2007, a República Checa foi o estado-membro que registou maiores índices de infecção por “Campylobacter” por 100 mil habitantes (234,6 casos) e por “Salmonella” (171,6 casos), enquanto a Dinamarca liderou as infecções por “Listeria” (1,1 casos).
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.