Galiza quer reaver médicos que trabalham em Portugal

Intenção revelada pelo Diário de Notícias

29 dezembro 2006
  |  Partilhar:

 

O governo regional da Galiza quer reaver os médicos espanhóis que estão a trabalhar para Portugal, porque a "fuga" registada nos últimos anos está a provocar um défice de clínicos naquela região autónoma espanhola, revela o jornal “Diário de Notícias”.
 

 

Na edição de quarta-feira, o jornal dá conta de dados divulgados esta semana pelo governo autónomo galego, liderado pelo socialista Emílio Pérez Touriño, que as vagas livres na área da saúde da Galiza, que faz fronteira com Portugal, ascendem actualmente a 687, das quais 585 correspondem a médicos especialistas.
 

 

A eventual saída dos médicos espanhóis do Norte de Portugal deixaria em situação igualmente complicada o Centro de Saúde de Monção, que perderia 10 dos seus 20 médicos. Em termos numéricos, quem mais sofreria seriam os centros de saúde de Ponte de Lima/Freixo, onde trabalham 13 médicos espanhóis, de um total de 39.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.