Fumar reduz receptividade uterina

Estudo apresentado no 22º Congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia

02 julho 2006
  |  Partilhar:

 

O Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) apresentou no 22º Congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (SERHE) um estudo sobre a probabilidade de gestação em ciclos com doação de ovócitos em mulheres fumadoras e não fumadoras.
 

No estudo “Cigarrette smoking reduces uterine receptiveness”, foram analisadas 785 transferências embrionárias, que determinaram as dificuldades que podem ter as mulheres que fumam mais de 10 cigarros diários.
 

 

Um dado significativo é a elevada taxa de gravidez múltipla em mulheres que fumam: 60% das fumadoras que conseguiram uma gestação, tiverem uma gravidez múltipla, face a apenas 31% no grupo das não fumadoras.
 

 

Fundado em Valência em 1990, o Grupo IVI surge como a primeira clínica de Espanha dedicada integralmente à reprodução humana. Conta com 600 profissionais a nível mundial, que actuam nas áreas de andrologia, embriologia, endocrinologia e ginecologia. Além de Lisboa e Valência, o IVI conta com centros em Alicante, Almeria, Barcelona, Castellón, Madrid, Murcia, Sevilha, Vigo, e no México.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.