Fumar na adolescência aumenta risco de depressão na idade adulta

Estudo publicado na revista “Neuropsychopharmacology”

03 fevereiro 2009
  |  Partilhar:

Fumar na adolescência pode causar mudanças neurobiológicas no humor e conduzir a depressão na idade adulta, sugere um estudo norte-americano publicado na revista “Neuropsychopharmacology”.
 

 

Nas experiências efectuadas em ratinhos, cientistas da Florida State University, nos EUA, injectaram nas cobaias adolescentes uma solução com nicotina ou com soro fisiológico (solução controlo), duas vezes por dia, durante 15 dias, tendo posteriormente submetido os animais a situações de stress.
 

 

Os resultados indicam que os roedores que receberam nicotina passaram a apresentar sintomas associados a depressão, como ansiedade, repetição dos hábitos de limpeza e uma diminuição no consumo de recompensas, (não respondiam aos doces que lhes eram oferecidos). Os animais também demonstraram imobilidade em situações de stress. Estes sintomas indicativos de depressão tiveram alívio quando os investigadores deram aos animais um antidepressivo ou mais nicotina.
 

 

Para testar o efeito da exposição à nicotina na vida adulta, os cientistas injectaram a mesma quantidade da substância num grupo de ratinhos adultos. Depois de realizarem os mesmos testes, não foram observados sintomas de depressão nos roedores adultos.
 

 

Em entrevista à BBC, o líder da investigação, Carlos Bolanos, referiu que os resultados observados nas cobaias sugerem que o mesmo possa acontecer em humanos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.