Fumar marijuana é mais perigoso que tabaco

Três «charros» de erva correspondem a 20 cigarros normais

12 novembro 2002
  |  Partilhar:

Fumar marijuana pura é tão, ou mais, prejudicial para os pulmões quanto o tabaco, segundo um estudo da Fundação Britânica do Pulmão (FBL).
 

 

O estudo concluiu que três cigarros de marijuana podem causar danos correspondentes a 20 cigarros normais. De acordo com a fundação, a situação ainda piora mais quando se mistura marijuana com tabaco no mesmo cigarro.
 

 

A investigação demonstrou ainda que os cigarros de marijuana contêm 50 por cento a mais de substâncias causadoras de cancro do que as do tabaco.
 

 

Segundo Mark Britton, presidente da fundação, em declarações à BBC, as estatísticas devem «surpreender muitas pessoas, especialmente aquelas que preferem fumar marijuana em vez de cigarros por acreditar que é menos prejudicial à saúde».
 

 

E adiantou: «É vital que as pessoas estejam completamente informadas sobre os perigos (de fumar marijuana) para que possam tomar as suas decisões de forma consciente.»
 

 

Britton enfatizou, no entanto, que o estudo não se focalizou em «questões morais» em relação ao consumo da droga. «Apenas queremos que as pessoas saibam dos riscos respiratórios.»
 

 

Estudos feitos na Grã-Bretanha, durante este ano, mostram que 79 por cento das crianças do país acreditam que a marijuana é segura para a saúde. E apenas dois por cento das crianças analisadas tinham conhecimento dos riscos envolvidos no consumo da droga.
 

 

O estudo britânico, denominado «A Smoking Gun», também mostrou que os riscos de fumar marijuana aumentou bastante desde a década de 60. O motivo é o aumento da concentração da substância conhecida pela sigla THC, o principal componente químico da marijuana.
 

 

No cérebro, o THC é o responsável pela acção dos receptores neuronais que ajudam a regular as sensações de prazer, memória, concentração, pensamento, percepção de tempo e a coordenação dos movimentos.
 

 

Dame Helena Shovelton, directora executiva da BLF, disse no programa Today, da BBC, que «o volume de inalação com marijuana é até quatro vezes maior do que com o tabaco. Ou seja, quando fuma marijuana inala mais profundamente e prende a respiração com o fumo durante mais tempo antes de exalar. Isto resulta em mais monóxido de carbono e alcatrão que entram nos pulmões». A Fundação Britânica do Pulmão apelou ainda ao governo da Grã-Bretanha para que promova a educação sobre os riscos para a saúde do acto de fumar.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 1
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.