Frutos secos de casca rija diminuem o risco de cancro

Estudo publicado na “BMC Medicine”

18 julho 2013
  |  Partilhar:

O consumo de frutos secos de casca rija, particularmente de nozes, aumenta a longevidade, atesta um ensaio clínico de nutrição conduzido em Espanha e denominado PREDIMED.

Baseado numa amostra de 7.000 pessoas, com idades compreendidas entre os 55 e os 90 anos de idade, o estudo debruçou-se sobre o impacto da dieta mediterrânica sobre a saúde cardiovascular.
 

Os participantes no estudo foram submetidos a uma dieta mediterrânica com azeite extra virgem ou frutos secos de casca rija e comparados com um grupo que seguiu uma dieta de baixa gordura. Nas regiões mediterrânicas o consumo de frutos secos de casca rija é alto comparativamente ao de outros países europeus.
 

Os consumidores de frutos secos de casca rija eram também tendencialmente fisicamente mais ativos, não fumadores, apresentavam cinturas mais estreitas, e IMC mais baixos do que os não consumidores daquele tipo de alimentos. O consumo deste tipo de frutos estava também associado a uma melhor alimentação, já que essas pessoas normalmente privilegiam os legumes, o peixe e a fruta.
 

O estudo apurou que as pessoas que consumiam mais de três porções de frutos secos de casca rija por semana (uma porção equivale a cerca de 28 gramas) apresentavam um risco 55% menor de morte por doença cardiovascular e um risco 40% inferior de sucumbirem por doença oncológica.
 

Relativamente aos resultados do estudo, Jordi Salas-Salvad, da Universitat Rovira i Virgili, em Espanha, comentou que “não é exatamente clara a forma como os frutos secos de casca rija conseguem prevenir a mortalidade prematura, nem a razão pela qual as nozes são melhores que outros frutos secos de casca rija. As nozes possuem um conteúdo particularmente alto de ácido alfa-linoleico e de fitoquímicos, especialmente na película exterior, que, juntamente como a fibra e minerais como o cálcio, magnésio e potássio poderão contribuir para esse efeito saudável”.
 

Estudos anteriores haviam já demonstrado os efeitos benéficos do consumo de nozes, como a melhor fonte de antioxidantes, com o dobro do que contêm os outros frutos secos de casca rija. Um outro estudo revelou que quem consome frutos secos de casca rija tende a possuir um IMC mais baixo e uma cintura mais estreita e a ser mais ativo fisicamente, em comparação com quem não consome estes frutos.

 

Os autores do estudo sugerem que se substitua uma das cinco porções recomendadas de fruta e legumes diários por uma porção de frutos secos de casca rija diária. Esta parece ser uma forma prática e simples de introduzir estes alimentos ricos na nossa dieta.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.