Frio mata 600 pessoas no sul da Ásia

Mendigos e sem-abrigo são os mais afectados

08 janeiro 2004
  |  Partilhar:

Uma onda de frio em Bangladesh e no norte da Índia matou estas semana mais 92 pessoas, segundo os números apresentados pelas autoridades aos jornais locais. Desde o Natal já morreram 574 pessoas.
 

A maior parte das pessoas mortas pelo frio são mendigos e sem-abrigo que moram em áreas densamente povoadas e pobres do sul da Ásia.
 

A piorar ainda a situação, as agências de meteorologia prevêem que as temperaturas caiam mais nos próximos dias.
 

Jornais de Bangladesh disseram que a onda de frio tinha morto 54 pessoas na segunda-feira, a maior parte delas do Oeste e do Norte do país, elevando para 154 o total de vítimas naquela região.
 

Questionada pelas agências de notícias, uma autoridade da área de saúde de Bangladesh não quis fornecer pormenores sobre as mortes e apenas disse que os hospitais registavam mais casos desse tipo desde o começo das baixas temperaturas. «Durante a onda de frio, muitas pessoas morrem de pneumonia, bronquite e asma», afirmou Dilwara Begum, director-geral do Departamento de Saúde de Bangladesh.
 

No estado indiano de Uttar Pradesh (Norte), no qual se verificou a maior parte das mortes neste Inverno, 38 pessoas morreram devido às baixas temperaturas nos últimos dois dias, afirmou um porta-voz do governo. O número total de vítimas no Estado soma até agora 407.
 

«Montamos abrigos nocturnos e distribuímos vários cobertores para as pessoas pobres», disse à Reuters Navneet Sehgal, uma autoridade de Uttar Pradesh. «Mas não nego que, considerando o tamanho de nossa população e a pobreza dela, essas medidas não sejam suficientes», acrescentou.
 

No Estado vizinho de Bihar, também na Índia, 13 pessoas morreram devido à onda de frio. As temperaturas no norte indiano e em Bangladesh chegaram a uma mínima de 1,9. Centenas de sem-abrigo morrem todo ano nessas regiões por causa do frio.
 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.