Franceses colocam imagens chocantes nos maços de tabaco

Inclusão destas imagens é já norma em cerca de 20 países

21 abril 2011
  |  Partilhar:

As imagens que ilustram os malefícios dos cigarros vão começar a ocupar 40% do verso dos maços de tabaco vendidos em França, dá conta uma notícia avançada pela agência Lusa.
 

Das imagens propostas pela União Europeia, foram escolhidas catorze, as quais incluem pulmões negros, em alusão ao cancro do pulmão, seringas com cigarros, remetendo para a droga, e uma mulher com uma barriga vazia, em referência à infertilidade.
 

As imagens serão acompanhadas por frases como “Fumar pode provocar uma morte lenta e dolorosa”, à semelhança do que já acontece nos cigarros vendidos em Portugal.
 

A inclusão destas imagens nos maços de tabaco é já norma em cerca de 20 países. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, estas ilustrações “reduzem o número de crianças que começam a fumar”. A França conta actualmente com cerca de 13,5 milhões de fumadores e estima-se que o tabaco mate 60 mil pessoas por ano.
 

Quanto a Portugal, os maços de tabaco apenas referem os malefícios dos cigarros, como “Fumar mata”, “Fumar prejudica gravemente a sua saúde e a dos que o rodeiam” ou “Se está grávida: fumar prejudica a saúde do seu filho”.
 

No final do ano passado, um manifesto subscrito por duas dezenas de médicos portugueses defendia que os maços deviam passar a ter imagens a cores de forma a alertarem os cidadãos para os perigos do consumo de tabaco.
 

“Melhorar a informação do consumidor através da adopção de avisos de saúde com imagens a cores nas embalagens dos produtos de tabaco”, indicava o documento subscrito por especialistas, entre os quais o Director-Geral de Saúde.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.