França: Autoridades de saúde apelam à retirada de implantes mamários

Direcção-Geral da Saúde portuguesa acompanha apelo

23 dezembro 2011
  |  Partilhar:

Segundo o jornal “Libération”, as autoridades de saúde francesas vão pedir às 30 mil portadoras de implantes mamários da marca PIP (Poly implants prothèses), em França e no estrangeiro, que os retirem como medida de precaução.

 

Esta "decisão única na história da cirurgia plástica" será anunciada antes do próximo dia 24, assegurou o diário, que cita como fonte a presidente do Instituto Nacional do Cancro, Agnès Buzyn, e o director geral da Saúde francesa, Jean-Yves Grall.

 

O diário francês referiu que a medida não tem carácter urgente e que se deve ao "princípio de precaução", segundo o chefe de serviço da cirurgia plástica do Hospital Henri Mondor de Creteil, Laurent Lantieri.

 

As próteses da marca francesa PIP apresentam defeitos, suspeitando-se que tenham causado a morte de pelo menos uma mulher, escreveu o “Libération”.

 

Em Portugal, a autoridade que regula o sector do medicamento (INFARMED) tinha, em Abril de 2010, mandado suspender e retirar do mercado todos os lotes dos implantes mamários de silicone pré-cheios do fabricante francês PIP. Segundo a agência Lusa, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) está “a acompanhar” o apelo das autoridades de saúde francesas, mas para já não considera existirem motivos para subscrever a medida.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.