Fototerapia melhora a capacidade cognitiva e o humor das pessoas saudáveis

Estudo publicado pela Sociedade Escandinava de Fisiologia, em Helsínquia

03 setembro 2012
  |  Partilhar:

Já era conhecido o benefício da fototerapia em doentes com depressão sazonal, mas um novo estudo realizado por estudantes da Universidade Finlandesa revelou que a exposição à luz brilhante também pode ser benéfica para pessoas completamente saudáveis. Quando esta terapia é administrada através do canal auditivo ─ para que alcance diretamente o tecido cerebral fotossensível ─ o desempenho cognitivo e o humor melhoram.


De acordo com este estudo, que foi divulgado numa conferência organizada pela Sociedade Escandinava de Fisiologia, em Helsínquia, a fototerapia administrada através do canal auditivo melhorou a rapidez cognitiva dos estudantes.


No início deste ano, um outro estudo demonstrou que a fototerapia Valkee aplicada a jogadores profissionais de hóquei na Liga Nacional aumentou a sua velocidade de reação motora.


Ambos os estudos vão ao encontro de uma outra publicação que surgiu em Maio deste ano e que revelava que a luz brilhante transcraniana claramente potencia a atividade funcional em regiões específicas do cérebro.


O estudo liderado pela equipa da Universidade Finlandesa teve por base 41 estudantes (cuja média de idades era de 24 anos) da Escola Tecnológica da Universidade de Espoo, na Finlândia. Metade dos estudantes foi exposta a luz brilhante através do canal auditivo diariamente, durante 12 minutos ao longo de três semanas. Os especialistas avaliaram quanto tempo os participantes demoravam a reconhecer corretamente personalidades e personagens geradas aleatoriamente pelo computador.


Os sujeitos que tinham sido expostos a luz brilhante transcraniana tinham melhorado a sua capacidade de reação em 25-30% em comparação com o seu desempenho antes da exposição e em relação ao grupo de controlo.


Na pesquisa que avaliou o desempenho dos jogadores de hóquei, também ficou provado que a fototerapia diminuiu o tempo de reação a um estímulo visual.


Estes resultados são importantes na medida em que demonstram que o tempo de reação de pessoas perfeitamente saudáveis pode ser potenciado através da fototerapia administrada através do canal auditivo.


A fototerapia, se for diretamente canalizada para o cérebro, aumenta a atividade das redes neurais, especialmente nas regiões do cérebro associadas à perceção visual.


ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.