Foram criadas as primeiras células sanguíneas a partir de células estaminais

Será esta a solução para suprimir a falta de sangue nos hospitais?

03 setembro 2001
  |  Partilhar:

Um grupo de cientistas, coordenado por Dan Kaufman, da Universidade de Wisconsin, Madison (EUA) conseguiram criar células precursoras de células sanguíneas a partir de células indiferenciadas (células estaminais). Este trabalho pode significar a resolução do problema de falta de sangue nos hospitais ao abrir a possibilidade de produzir células sanguíneas para transfusões.
 

 

As células estaminais são células que ainda não estão especializadas no desempenho de uma função biológica e que, por isso, têm potencialidades para se transformarem em células de qualquer tecido/órgão para realizarem uma função específica.
 

 

No organismo humano, as células sanguíneas são produzidas na medula óssea onde essa produção é estimulada por factores de crescimento específicos para estas células. Neste trabalho, as células estaminais foram retiradas de embriões humanos e expostas, no laboratório, a esses factores de crescimento e, assim, transformaram-se em células hematopoiéticas: as células precursoras das células sanguíneas.
 

 

É a partir das células hematopoiéticas que, em condições normais, se formam todos os elementos figurados do sangue desde os glóbulos vermelhos até aos glóbulos brancos, aos linfócitos, etc. De todos, três são mais frequentemente utilizados em transfusões e são eles os glóbulos vermelhos, os glóbulos brancos e as plaquetas sanguíneas.
 

 

Este trabalho pode significar o início da produção destes elementos para transfusões, o que irá resolver a sua falta frequentemente sentida nos hospitais. No entanto, o coordenador desta pesquisa salienta que a produção de células sanguíneas em quantidades suficientes para transfusões ainda está muito longe.
 

 

Recentemente, a utilização de células estaminais em investigações científicas (em que já foram produzidas células cardíacas e renais) têm sido alvo de grande contestação, nos Estados Unidos, por parte de alguns grupos políticos e religiosos que apresentam razões éticas contra a utilização deste tipo de células porque obtidas a partir de embriões humanos. Para ultrapassar esta controvérsia, já surgiram algumas tentativas para obter células indiferenciadas a partir de células retiradas de adultos.
 

 

Joaquina Pereira
 

MNI – Médicos na Internet
 

 

Fonte: BBC

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.