Fora de jogo é «humanamente impossível»

Médico espanhol diz que regra do futebol deve ser alterada

27 dezembro 2004
  |  Partilhar:

Depois de ter feito um estudo científico sobre o fora de jogo, o médico espanhol Francisco Belda Maruenda conclui ser «humanamente impossível» um árbitro apreciar essa irregularidade no futebol. De acordo com o especialista, o olho e o cérebro humanos não são capazes de processar toda a informação visual necessária para aplicar a regra.Em conferência de imprensa, Belda mostrou-se satisfeito pelo facto de uma das revistas médicas mais prestigiadas do mundo, a British Medical Journal, ter publicado o seu estudo sobre o tempo de reacção do olho.No artigo, o médico assegura que o árbitro tem de olhar ao mesmo tempo para o jogador com a bola para comprovar quando fará o passe, o seu companheiro mais adiantado e o último defesa, num processo que requer pelo menos dois movimentos conhecidos no mundo médico como «sacádicos» (realizados pelo olho para registar cada um dos objectos no seu campo de observação). O médico reclamou a alteração da regra à FIFA.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.