Fome no mundo agudiza-se

ONU alerta que não há progressos na matéria

15 outubro 2002
  |  Partilhar:

Os progressos na redução da fome a nível mundial pararam e a fome alastrou em alguns países nos últimos oito anos, anunciou hoje a agência especializada da ONU para a Alimentação e Agricultura (FAO).
 

 

O relatório da FAO refere que sete países, entre eles a China, Indonésia, Gana e Peru, reduziram a fome em cerca de 100 milhões de pessoas entre 1992 e 2000.
 

Todavia, mais 96 milhões de pessoas passaram fome em 47 países durante o mesmo período, por razões que vão desde a guerra à seca e ao crescimento populacional.
 

 

"O maior aumento ocorreu na África central, motivado pelo entrada em guerra crónica da República Democrática do Congo, onde o número de pessoas subnutridas triplicou", indica o relatório.
 

 

Segundo a organização, dos 840 milhões de pessoas com fome em todo o mundo, 36,4 milhões são cidadãos da República Democrática do Congo.
 

 

Os países que estiveram presentes na Cimeira Mundial da Alimentação, em 1996, estabeleceram o objectivo de reduzir para metade o número de pessoas com fome até 2015.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.