Fluido lacrimal pode indicar níveis de glucose

Teste em fase de desenvolvimento

18 março 2011
  |  Partilhar:

Um novo tipo de teste, em fase de desenvolvimento, poderá vir a substituir a tradicional picada no dedo, usada pelos diabéticos para verificarem os níveis de glicose no sangue.  

 

Para controlar a doença, os médicos recomendam aos pacientes para que controlem os níveis de açúcar no sangue em casa, mas os actuais aparelhos de controlo geralmente exigem que a pessoa pique o dedo para colher uma amostra de sangue várias vezes ao dia.

 

Este novo sensor, que está a ser desenvolvido por investigadores da Universidade do Arizona e por médicos da Clínica Mayo, nos EUA, permitirá aos doentes conhecerem o nível de glicose do sangue a partir do fluído lacrimal. De acordo com os cientistas, em comunicado enviado à imprensa, a precisão dos resultados seria até maior do que os testes que utilizam sangue. “O problema com as actuais tecnologias de auto-controlo da glicose no sangue não é tanto o sensor”, explica o bioengenheiro Jeffrey T. La Belle, líder da equipa da Clínica Mayo. Pelo contrário, “é a dolorosa picada no dedo que faz com que as pessoas hesitem em realizar o teste”. Deste modo, aponta o cientista, a nova tecnologia poderá encorajar os doentes a controlarem melhor a diabetes.

 

No futuro, os cientistas esperam desenvolver o exame que seja rápido e que não permita a evaporação da amostra (lágrima), nem que seja necessário provocar a lágrima.

 

A diabetes é uma das principais causas de morte em todo mundo e é também responsável por um maior risco de doenças cardíacas, cegueira, insuficiência renal, amputações dos membros inferiores e outras condições crónicas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 1
Comentários 1 Comentar

Opinião de filha de mãe diabética, que felizmente não o é

Porque srá que tem que ser só a picada?
O que foi feito da palheta da urina?
Era o que a minha mãe usava nos anos 70 e os resultados não eram assim tão maus, pois conseguia controlar a diabetes tipo I, isulino-dependente.
Não sei se será melhor o novo tipo de teste????????

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.