Flavonoides do cacau beneficiam pacientes com insuficiência renal

Estudo publicado no “Clinical Journal of the American Society of Nephrology”

22 dezembro 2015
  |  Partilhar:
O consumo de flavonoides presentes no cacau pode ajudar os pacientes com insuficiência renal a melhorar a função dos vasos sanguíneos, sugere um estudo publicado no “Clinical Journal of the American Society of Nephrology”.
 
Os indivíduos com insuficiência renal têm um risco aumentado de desenvolver problemas cardíacos, sendo mais propensos de morrerem devido a causas cardiovasculares do que por qualquer outra causa. O coração e os rins são dos principais órgãos do corpo, se um deles deixa de funcionar corretamente, o outro fica afetado. 
 
A adoção de um estilo de vida saudável e as modificações dietéticas com o intuito de manter a saúde vascular ou reduzir o seu risco podem ajudar a proteger a saúde cardiovascular dos pacientes com doença renal. Contudo, atualmente existem poucas abordagens terapêuticas baseadas na dieta que são capazes de contrariar a doença cardíaca nos pacientes com insuficiência renal.
 
Neste estudo os investigadores da Universidade do Hospital de Essen, na Alemanha, decidiram analisar o efeito dos flavonoides de cacau, um subgrupo de polifenois derivados de plantas que estão presentes no cacau. Estudos anteriores já tinham sugerido que estes flavonoides tinham efeitos benéficos na função dos vasos sanguíneos nos indivíduos com uma função renal normal.
 
Os investigadores convidaram 57 pacientes, submetidos à diálise, a ingerirem uma bebida rica em flavonoides de cacau, 900 mg por dia, ou uma bebida controlo com o mesmo teor de nutrientes. Após 30 dias, verificou-se que a ingestão de flavonoides de cacau foi bem tolerada pelos pacientes, tendo melhorado a função dos vasos sanguíneos e reduzido a pressão arterial diastólica. Nenhum destes efeitos foi observado no grupo que ingeriu a bebida controlo. 
 
“O grau de reversão da disfunção dos vasos foi comparável aos efeitos observados através da administração de estatinas ou de alterações na dieta e estilo de vida. Se esta abordagem conduz a uma redução da mortalidade ainda não é claro e é algo que tem de ser investigado”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores Tienush Rassaf.
 
"O peso da doença cardiovascular nos pacientes submetidos à diálise é tão devastador que uma intervenção promissora como a dos flavonoides de cacau merece toda a atenção por parte da comunidade de nefrologia”, conclui Carmine Zoccali do Instituto Nacional de Investigação de Fisiologia Clínica.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.