Fiocruz irá produzir medicamento para pacientes submetidos a transplante de rim

Ao abrigo de um contrato de transferência de tecnologia

16 agosto 2010
  |  Partilhar:

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai produzir um medicamento para pacientes submetidos a transplante de rim depois de ter assinado um contrato de transferência de tecnologia com o laboratório Libbs Farmacêutica, anunciou a instituição brasileira em comunicado de imprensa ao qual a agência Lusa teve acesso.

 

“O processo de transferência da tecnologia terá a duração de cinco anos e, ao longo do projecto, estima-se uma economia de mais de 240 milhões de reais (105,2 milhões de euros) para os cofres públicos, além do fortalecimento do Complexo Económico Industrial da Saúde brasileiro e das parcerias para o desenvolvimento produtivo”, lê-se na nota.

 

Segundo o comunicado, “o contrato prevê a transferência de tecnologia não só para a produção do medicamento final, mas também do seu insumo farmacêutico activo (princípio activo), garantido, dessa forma, o controlo tecnológico de toda a cadeia produtiva do tacrolimo.”

 

No último ano de vigência do contrato, o Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), ligado à Fiocruz, possuirá já a capacidade de produzir nas suas próprias instalações uma quantidade correspondente a 50% das necessidades da população brasileira deste medicamento.

 

“Com essa acção consolida-se a estratégia nacional implementada por uma articulação entre a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde e a Fiocruz, evidenciando a importante integração entre a inovação e o atendimento às necessidades de saúde da população brasileira”, é afirmado ainda no comunicado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.