Filmes 3D não devem ser vistos por crianças pequenas

Conselho da neurologista Teresa Paiva

08 janeiro 2010
  |  Partilhar:

O visionamento de filmes 3D (tais como o actual êxito de bilheteira “Avatar”) por crianças pequenas pode ser prejudicial devido à “forte estimulação sensorial”, alerta a neurologista Teresa Paiva.

 

O filme "Avatar", de James Cameron, estreou em Portugal a 17 de Dezembro e nas duas primeiras semanas foi visto por 410.535 espectadores. Após a exibição do filme, que é já um sucesso mundial, alguns espectadores descreveram à agência Lusa sintomas como dores de cabeça, nomeadamente em crianças, e perturbações do sono, devido à persistência no cérebro das imagens tridimensionais.

 

Entrevistada pela agência Lusa, a professora Teresa Paiva disse desconhecer estudos científicos sobre os efeitos do 3D na saúde humana, mas defende que “a forte estimulação sensorial pode ter implicações para o sistema nervoso central”. As cefaleias, sensação de after image e distúrbios do sono são alguns dos efeitos, exemplifica.

 

A neurologista enumerou alguns casos conhecidos de descargas epilépticas provocadas por jogos de computador e luz strobe, ressalvando que “têm de ser cuidadosamente analisados os eventuais efeitos que a ilusão tridimensional pode desencadear”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar