Fígado e cérebro comunicam para regular apetite

Estudo publicado na revista “Diabetes”

18 novembro 2014
  |  Partilhar:

Investigadores constataram que o fígado e o cérebro comunicam entre si de forma a regular o apetite, defende um estudo publicado na revista “Diabetes”.
 

“É interessante observar que o que ocorre no fígado tem efeitos diretos no apetite. Neste estudo, descobrimos o que acontece a nível molecular”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Joan J. Guinovart.
 

O fígado armazena a glucose sob a forma de glicogénio (cadeias de glucose) que depois é libertada para suprir as necessidades energéticas do organismo. Contudo, os indivíduos com diabetes não são capazes de acumular bem a glicose no fígado, sendo esta uma das razões pelas quais sofrem de hiperglicemia.
 

Neste estudo, os investigadores do Instituto de Investigação em Biomedicina, em Espanha, começaram por verificar que os ratinhos que tinham elevados níveis de glucose hepática não aumentavam de peso, apesar de terem à sua disposição uma dieta apetitosa.
 

Para além de terem observado que os ratinhos tinham menos necessidade de comer, os investigadores verificaram que o cérebro destes animais apresentava níveis baixos de moléculas estimuladoras do apetite e, por outro lado, níveis elevados de moléculas supressoras do apetite.
 

O estudo apurou que na base desta ligação entre o cérebro e o fígado, está o ATP, uma molécula utilizada por todos os organismos vivos para fornecer energia às células, que está habitualmente alterada nos pacientes diabéticos e obesos. Os investigadores verificaram que havia uma correlação perfeita entre os níveis elevados de glicogénio no fígado, níveis estáveis de ATP e elevados níveis de moléculas supressoras do apetite no cérebro dos ratinhos.
 

Os autores do estudo concluem que conhecer, a nível molecular, o que não funciona corretamente na diabetes e obesidade pode levar à descoberta de novos alvos terapêuticos e à identificação de soluções de tratamento para estas duas condições.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.