Fibromialgia: identificada base biológica racional

Estudo publicado na revista “Pain Medicine”

21 junho 2013
  |  Partilhar:

A fibromialgia não é uma doença psicossomática e tem uma base biológica racional que está localizada na pele, sugere um estudo publicado na revista “Pain Medicine”.
 

A fibromialgia é uma doença altamente debilitante, caracterizada por dor generalizada nos tecidos profundos, sensibilidade nas mãos e pés, fadiga, distúrbios do sono, e declínio cognitivo. Uma vez que os testes de rotina não têm sido capazes de detetar a natureza biológica da dor e o diagnóstico é baseado na classificação subjetiva da dor pelo paciente, a verdadeira natureza da doença tem levantado muitas questões.
 

Ao longo de muitos anos acreditava-se que esta doença era de origem psicossomática, resultante da imaginação dos pacientes. O tratamento atual, que fornece apenas um alívio parcial da dor, atua no cérebro, onde foi constatado, através de técnicas imagiológicas, uma hiperatividade de origem desconhecida.
 

Contudo, até à data, a causa subjacente da doença ainda não tinha sido determinada, o que deixava os médicos com algumas dúvidas sobre a verdadeira origem da doença ou mesmo até da sua existência.
 

Mas agora os investigadores do Integrated Tissue Dynamics LLC forneceram uma prova biológica para esta doença enigmática. Foi verificado que havia uma patologia neurovascular periférica única que estava consistentemente presente na pele de mulheres com fibromialgia, a qual pode justificar a presença dos sintomas.
 

Esta patologia consiste na presença de um excesso de fibras nervosas em torno de estruturas especializadas dos vasos sanguíneos localizados nas palmas das mãos. “Esta descoberta fornece evidências concretas de uma patologia específica da fibromialgia, que agora pode ser utilizada para diagnosticar a doença, sendo também um novo ponto de partida para o desenvolvimento de terapias mais eficazes”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Frank L. Rice.
 

O investigador acrescentou ainda que “pensávamos que estas terminações nervosas estavam apenas envolvidas no fluxo sanguíneo, mas agora há evidências estas podem também contribuir para sensação consciente do toque e também da dor. "
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.