Fetos também bocejam

Estudo publicado no “PLOS ONE”

26 novembro 2012
  |  Partilhar:

Investigadores do Reino Unido descobriram que para além de soluçarem e de se espreguiçarem os fetos também bocejam, revela um estudo publicado “PLOS ONE.
 

Apesar de alguns investigadores já terem defendido que os fetos bocejam, outros discordaram e afirmaram que simplesmente abriam a boca. Contudo, este estudo levado a cabo pelos investigadores da Durham e da Lancaster University, no Reino Unido, distinguiu claramente o bocejo do abrir da boca.
 

No estudo os investigadores analisaram imagens 4D de 15 fetos saudáveis, oito femininos se sete masculinos, entre as 24 e 36 semanas de gestação, tendo verificado que metade das aberturas bocais eram bocejos. Os investigadores verificaram que os bocejos diminuíram a partir das 28 semanas de gestação e que não havia diferença na sua frequência entre os fetos do sexo feminino e masculino.
 

Apesar da função e da importância dos bocejos ainda não ser conhecida, este estudo sugere que os bocejos poderão estar associados ao desenvolvimento fetal, e deste modo poder ser considerado um indicador do estado de saúde do feto.
 

“Os nossos resultados desmontaram que os bocejos diminuem com a idade fetal. Contrariamente ao que acontece connosco, os bocejos dos fetos não ocorrem por contágio, nem o fazem porque têm sono. Na verdade, a frequência dos bocejos no útero poderá estar associada com a maturação do cérebro no início da gestação”, revelou, em comunicado de imprensa, a líder do estudo, Nadja Reissland.
 

Uma vez que a frequência dos bocejos diminui entre as 28 e as 36 semanas de gestação, sugere que o bocejo e abertura bocal estão associados com a maturação, nomeadamente com o sistema nervoso central, explicou a investigadora. Mas na opinião da Nadja Reissland serão necessários mais estudos, para analisar esta teoria.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.