Fetos possuem ritmo de 24 horas

Hormona existente no bebé pode ajudar a acelerar parto

02 outubro 2001
  |  Partilhar:

Se pensa que o seu bebé não sente a hora do dia, está enganada. Já reflectiu, por exemplo, porque razão os bebés nascem mais durante a noite?
 

 

Estas foi uma das questões que intrigou Guillermo J. Valenzuela, chefe do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Centro Médico Regional Arrowhead, EUA.
 

 

Durante alguns meses, Valenzuela estudou o ritmo biológico em recém-nacidos, bem como em fetos poucas horas antes de nascerem. As conclusões revelaram que, mesmo em tenra idade ou até intra- útero, as crianças possuem, já, um relógio corporal de 24 horas. «O bebé sabe, de alguma maneira, qual é a hora do dia», afirmou o co-autor do estudo
 

 

Partos nocturnos
 

 

Enquanto ajudavam as mulheres a dar à luz os seus rebentos, a equipa de Valenzuela observavam que, tal como a maior parte dos animais, grande número de futuras mães entrava em trabalho de parto durante a noite.
 

 

Para o especialista, que publicou o seu estudo na revista American Journal of Obstetrics and Gynecology, a razão pode ser evolutiva: «É mais seguro vir ao mundo à noite».
 

 

Este estudo, parcialmente financiado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), queria também verificar se os bebés poderiam controlar o sinal para o início das contracções de parto. Os investigadores examinaram 57 mulheres que deveriam ser submetidas a cesariana. Para tal, programaram as cirurgias a intervalos de duas horas, durante todo o dia e toda a noite.
 

 

Depois, mediram os níveis de cortisol ( sinónimo de hidrocortisona – uma hormona supra-renal que tem um pico durante o dia e diminui durante a noite), nas veias e artérias do cordão umbilical de cada bebé após seu nascimento. Os níveis desta hormona foram também medidos nas mães meia hora antes do parto.
 

 

A produção fetal de cortisol segue um padrão de 24 horas, independentemente dos níveis hormonais da mãe, concluíram os investigadores. «Os bebés têm um ritmo de cortisol diferente do das mães», explicou Valenzuela. Enquanto a mãe enviava sinais ao bebé sobre a hora do dia, o sistema endócrino do bebé respondia a estes sinais produzindo hormonas.
 

 

Para os investigadores, o cortisol libertado pelo feto pode iniciar as contracções. «Só por si, o cortisol não fará nada, dado que são necessários outros factores, mas acredito que o cortisol seja o “tiro” final».
 

 

Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar