Fertilização "in vitro" com menotropina comparada com tratamento recombinante

Dados apresentados no European Society for Human Reproduction and Embryology

04 julho 2006
  |  Partilhar:

 

Novos dados demonstraram que o tratamento com o menotropina em ciclos de fertilização "in vitro" (FIV) resulta num aumento significativo de nascimentos de nados vivos quando comparado com o tratamento apenas com hormona folículo-estimulante recombinante (rFSH).  

 

Os dados apresentados pela primeira vez esta semana na República Checa no Congresso da ESHRE (European Society for Human Reproduction and Embryology), confirmam a eficácia da menotropina, tratamento com um derivado natural, altamente purificado, pertencente à classe das gonadotrofinas.  

 

Os dados do estudo MERiT (Menotrophin vs. Recombinant FSH in Fertilisation Trial), o maior estudo randomizado, prospectivo, com selecção aleatória em ciclos de FIV e outro grande estudo EISG (Grupo de Estudo Europeu e Israelita) foram combinados para análise.  

 

Ambos os estudos comparam a menotropina, um tratamento que contém FSH (hormona estimuladora de folículos) e hCG (gonadotrofina coriónica humana) e LH (hormona luteinizante); e o Gonal-F, que contém apenas a FSH recombinante (rFSH). Ambos são grandes estudos, aleatórios, prospectivos, multicêntricos e internacionais. As mulheres foram submetidas a uma hiper estimulação controlada dos ovários com a menotropina ou rFSH através de administração com injecção sub-cutânea.  

 

MNI- Médicos na Internet  

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.