Fatiga cognitiva depois de TCE associada a ativação do caudado

Estudo publicado na revista “Scientific Reports”

06 setembro 2017
  |  Partilhar:
Um artigo de investigadores da Fundação Kessler, EUA, esclarece mais pormenores sobre os mecanismos da fadiga cognitiva, um sintoma incapacitante que afeta muitos indivíduos que sofreram um traumatismo cranioencefálico (TCE). 
 
Os indivíduos com danos neurológicos relatam frequentemente fadiga cognitiva, e uma falta subjetiva de energia mental que interfere com as suas atividades diárias. 
 
Dada a fraca correlação entre auto-relatos de fadiga cognitiva e testes de desempenho cognitivo, os cientistas têm procurado medições mais objetivas, como correlações com resultados de neuroimagiologia. 
 
No estudo Kessler, foram comparados os padrões de ativação do cérebro de 22 indivíduos com TCE moderado a severo e de 20 controlos saudáveis. Ambos os grupos executaram tarefas de memória de trabalho durante a realização de ressonância magnética: o grupo com TCE relatou mais fadiga, muito embora o desempenho tenha sido comparável nos dois grupos. 
 
Os resultados mostraram que a experiência de auto-relato de fadiga está associada com a ativação de alterações no núcleo caudado dos gânglios da base. 
 
Estes resultados são consistentes com as conclusões das nossas investigações relacionadas com a população com esclerose múltipla (EM)”, afirmou Glenn Wylie, autor principal do estudo, “o que sugere que os indivíduos com TCE e com EM partilham um mecanismo de fadiga crónica” e isto tem importantes implicações para o desenvolvimento de tratamentos eficazes.
 
“Este estudo aponta para o núcleo caudado como um alvo potencial para intervenções clínicas de alívio da fadiga”, explica Glenn Wylie, que é também diretor associado do Grupo de Pesquisa em Neurociência e do Centro de Neuro-Imagem Rocco Ortenzio da Fundação Kessler.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.