Fármacos travam avanço de Cancro da Mama

Estudos apresentados no congresso da American Cancer Society

03 junho 2008
  |  Partilhar:

A combinação do fármaco bevacizumab com um quimioterápico aumenta significativamente a probabilidade de viver sem progressão da doença nos casos de Cancro da Mama metastizado. Do mesmo modo, o fármaco cujo princípio activo é o ácido zoledrónico também se mostrou eficaz no mesmo tipo de tumor que se tenha propagado ao sistema ósseo.
 

 

Os dois trabalhos foram apresentados no congresso da American Cancer Society, que decorre em Chicago, nos EUA.
 

 

O primeiro estudo, apresentado pelo laboratório farmacêutico Roche, responsável pela sua comercialização, revela que a combinação do bevacizumab com o quimioterápico docetaxel aumenta até 64% as probabilidades da mulher com Cancro da Mama metastizado viver sem a progressão da doença. Além disso, o estudo revelou uma redução do tamanho do tumor até dois terços, algo inédito até então.
 

 

No segundo estudo, investigadores da Universidade Médica de Viena, Áustria, referiram que o fármaco cujo princípio activo é o ácido zoledrónico conseguiu reduzir a reincidência da doença em cerca de 36% dos casos analisados. A equipa avaliou 1.803 mulheres.
 

 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.