Fármacos pediátricos "pouco rentáveis" distribuídos nos centros de saúde

Medida apresentada pelo ministro da Saúde

29 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

O ministro da Saúde admitiu esta semana adquirir quantidades de medicamentos pediátricos que os laboratórios não comercializam por serem "pouco rentáveis" para os distribuir nos centros de saúde.  

António Correia de Campos reagia desta forma às acusações da presidente da Comissão Nacional de Saúde da Criança e do Adolescente (CNSCA), Maria do Céu Machado, que classificou de "perverso" o mercado dos medicamentos em pediatria.  

 

"Como os laboratórios consideram que este é um mercado pequeno, raramente comercializam duas importantes formas de apresentação dos fármacos para as crianças: a suspensão (gotas) e os manipulados (medicamentos elaborados nas farmácias)", considerou Maria do Céu Machado.  

 

Para tal, o ministro da Saúde mostrou-se disponível para viabilizar a aquisição de grandes quantidades destes medicamentos pediátricos para a sua administração nos centros de saúde. Correia de Campos também anunciou a abertura de um concurso para, a meio ano de distância, a indústria se preparar para a colocação destes fármacos no mercado. O ministro admitiu mesmo fazer pressão sobre a indústria para que esta comercialize fórmulas mais fáceis de medicamentos pediátricos, tais como gotas, e regresse à penicilina.  

 

Fonte: Lusa  

MNI-Médicos Na Internet  

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.