Fármacos contra Gripe podem causar efeitos psicóticos

FDA lança alerta

27 novembro 2007
  |  Partilhar:

O governo dos EUA fez sexta-feira um alerta sobre os episódios psiquiátricos observados em pacientes medicados com Relenza (zanamivir) e Tamiflu (oseltamivir). Ambos os fármacos são usados para tratar o vírus influenza, causador da Gripe.
 

 

Essa não é a primeira vez que a Food and Drug Administration (FDA)- a entidade norte-americana que regula a comercialização de fármacos e alimentos - convoca uma reunião sobre problemas com esses fármacos. Há dois anos foi realizado um encontro semelhante após relatos de mortes de crianças japonesas que tomavam Tamiflu.
 

 

Os especialistas, no entanto, não conseguiram encontrar ligação entre as mortes e o fármaco. Ainda assim, o órgão acrescentou na bula um alerta sobre comportamentos anormais, como delírio e propensão a autoflagelação.
 

 

Nos documentos preparados para a reunião desta semana e publicados no site da FDA, a agência recomendou que a bula fosse revista para reforçar o facto de, “em alguns casos, esses comportamentos resultaram em ferimentos sérios, incluindo a morte, em adultos e crianças”.
 

 

A equipa da FDA também avaliou o Relenza, da mesma classe que o Tamiflu, e recomenda que a bula alerte para “casos de alucinações, delírio e comportamento anormal” observados em alguns pacientes que tomam o fármaco.
 

 

A equipa da FDA avaliou cerca de 600 casos de eventos neuropsiquiátricos relatados por pacientes de Tamiflu e 115 de pacientes do Relenza. A FDA diz não existirem provas sobre se os eventos são causados pela medicação, pela doença ou por uma interação entre os dois.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.