Fármacos com aliscireno devem ter nova contra-indicação e advertência

Circular informativa do INFARMED

04 março 2009
  |  Partilhar:

A Agência Europeia de Medicamentos (EMEA) recomendou a inclusão de uma nova contra-indicação na informação sobre o fármaco aliscireno, determinando que este não deve ser utilizado em doentes que tenham tido angioedema (inchaço dos tecidos subcutâneos) aquando de administrações anteriores com este fármaco, refere uma circular informativa enviada pelo INFARMED (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde).

 

A EMEA também recomenda a inclusão de uma advertência relativa à necessidade de interromper o tratamento e procurar aconselhamento médico, caso os doentes desenvolvam sinais de angioedema.

 

O aliscireno está autorizado na União Europeia (UE) desde Agosto de 2007 para o tratamento de hipertensão arterial essencial (pressão arterial elevada, sem causa identificável).

 

Segundo a nota do INFARMED, “na sequência da notificação de casos de angioedema ou reacções semelhantes com medicamentos contendo aliscireno, o Comité de Medicamentos para Uso Humano da EMEA (CHMP) concluiu, após avaliação dos dados disponíveis, que o benefício dos medicamentos com aliscireno no tratamento da hipertensão essencial continua a suplantar os riscos, embora o angioedema possa ocorrer como um efeito secundário raro e grave associado a estes medicamentos”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.