Fármaco que reduz HIV a níveis mínimos aprovado em Portugal

Ordem do INFARMED

21 agosto 2008
  |  Partilhar:

Um novo fármaco para o tratamento de pacientes com HIV, o raltegravir, que em estudos clínicos demonstrou reduzir a carga vírica a níveis quase indetectáveis, foi aprovado pela Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED) no final do mês de Julho.
 

 

Dados de vários estudos clínicos referem que o anti-retroviral raltegravir reduziu a carga viral para valores muito baixos em 90% dos casos, quando tomado durante 48 semanas.
 

 

Além de reduzir o vírus para valores residuais e quase indetectáveis, o raltegravir demonstrou nos estudos realizados até à data ter "poucos efeitos tóxicos", segundo assinalou à agência Lusa Eugénio Teófilo, médico especialista em infecciologia clínica, que acompanhou os ensaios clínicos realizados noutros países.
 

 

O raltegravir será administrado duas vezes por dia, em combinação com outros fármacos, como acontece com os restantes anti-retrovirais, e actua ao impedir a produção de enzima chamada integrase, responsável pela replicação do vírus nas células do organismo.
 

 

O fármaco só estará disponível nas farmácias hospitalares e terá um custo mensal por doente de 850 euros, custo de uma embalagem com 60 comprimidos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.