Fármaco protege contra Osteoporose apesar da suspensão

Investigação publicada no JAMA

02 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

As mulheres pós-menopáusicas que tomaram, durante cinco ou mais anos, um medicamento para a Osteoporose e o suspenderam, continuam protegidas contra fracturas ósseas, o que sugere que o fármaco tem efeito a longo prazo.
 

 

A conclusão surge num estudo de investigadores da University of
 

California, San Francisco, EUA, e publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) que seguiu o caso de 1.099 mulheres que tomaram alendronato para o tratamento e prevenção da Osteoporose.
 

 

A equipa de peritos concluiu que, após cinco anos de tratamento, as mulheres que suspenderam o alendronato não ficaram com maiores riscos de sofrer fracturas face às que continuaram a ingerir a mesma substância.
 

 

"Chegámos à conclusão que a continuação do tratamento com alendronato (com uma dose de cinco a dez miligramas diárias) durante dez anos mantém a massa óssea e reduz a alteração do osso em níveis comparáveis aos que se registam depois da suspensão do tratamento ao fim de cinco anos", refere o artigo da revista.
 

 

O alendronato, uma dos fármacos frequentemente usados pelas mulheres no tratamento e prevenção da Osteoporose, reduz a perda de osso, aumenta a densidade óssea e diminui o risco de fracturas.
 

 

Fonte: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.