Fármaco poderá erradicar "cegueira do rio"

Ensaio clínico de fase III avança em África

05 julho 2009
  |  Partilhar:

A terceira fase do ensaio clínico de um antiparasitário à base de moxidectina vai avançar em três países africanos, de modo a que se consiga erradicar a cegueira do rio (oncocerciasis), doença causada por um verme semelhante a uma mosca que existe em zonas ribeirinhas.

 

Na sua página oficial, a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que irá colaborar com a farmacêutica Wyeth Pharmaceuticals no desenvolvimento do medicamento, cuja substância é, actualmente, administrada a animais.

 

O ensaio clínico irá englobar 1.500 africanos do Gana, Libéria e República Democrática do Congo.

 

Até ao momento, o único medicamento existente mata os vermes, mas não os parasitas adultos. O parasita consegue sobreviver até 15 anos, alojando-se entre a pele e os músculos das pessoas contaminadas, invadindo a pele e outros tecidos, incluindo os olhos, e conduzindo à cegueira.

 

A OMS estima que existam em África aproximadamente 37 milhões de pessoas infectadas com esta doença e mais de 120 milhões em risco de infecção. Para além de atingir vários países africanos, a doença também afecta o Iémen e alguns países da América do Sul.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.