Fármaco para doenças cardíacas combate tumores

Digoxina adaptada por investigadores norte-americanos

09 agosto 2005
  |  Partilhar:

 

 

Um fármaco usado para combater problemas cardíacos também poderá ser adaptado para tratar tumores, de acordo com um estudo norte-americano.
 

 

Trata-se da digoxina (um fármaco que aumenta a força da contracção do músculo cardíaco – efeito inotrópico positivo – e diminui a frequência cardíaca). A digoxina provém de um arbusto, denominado Digitalis purpurea L.
 

 

Uma equipa da University of Wisconsin-Madison alterou alguns blocos da estrutura da digoxina para que este fármaco possa ajudar no combate a tumores. Publicado na revista americana Proceedings of the National Academy of Sciences, o trabalho indica que outras drogas «naturais» também possam vir a ser manipuladas.
 

 

A equipa, liderada pelo médico Jon Thorson, descobriu que era possível alterar a acção da droga, através de uma técnica que muda a forma com que os açúcares estão agrupados. No caso da digoxina, a troca da ordem dos açúcares aumentou a capacidade da substância em combater células cancerígenas.
 

 

Segundo Thorson, chegou-se num ponto em que é possível adaptar o medicamento de tal forma que se consegue tratar o cancro sem provocar danos ao coração. E acrescentou que esta técnica poderá vir a ser utilizada para desenvolver novos fármacos.
 

 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.