Fármaco para Doença de Alzheimer em questão

FDA notifica empresa farmacêutica

20 agosto 2007
  |  Partilhar:

 

A FDA (Food and Drug Administration) dos EUA acusou a empresa farmacêutica Novartis de falsear informações sobre a eficácia e os riscos do medicamento Exelon (rivastigmina), prescrito contra a Doença de Alzheimer.
 

 

Numa mensagem divulgada na semana passada, a entidade pede ao grupo farmacêutico que corrija as informações. “De uma perspectiva de Saúde Pública estas violações são uma preocupação, pois sugerem que o Exelon é mais seguro e efectivo do que o demonstrado”, diz a nota.
 

 

Na mensagem, a FDA acrescenta que o laboratório também estimula o uso do medicamento em situações adversas daquelas nas quais se demonstrou seguro e eficaz.
 

 

Uma porta-voz da Novartis explicou, em comunicado de imprensa, que a empresa está a analisar a nota e que responderá, assim como foi solicitado, no dia 22 de Agosto. “Tomaremos as medidas necessárias para garantir que todos os nossos materiais de promoção cumpram plenamente com as normas da FDA”.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.