Fármaco contra fadiga muscular pode ajudar cardíacos

Estudo da Columbia University

14 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Cientistas da Columbia University, nos EUA, estão a desenvolver um fármaco para aliviar a fadiga decorrente da prática de exercício físico extremo que também pode beneficiar doentes cardíacos, segundo um artigo publicado na revista especializada Proceedings of the National Academy of Sciences.
 

 

De acordo com o resumo do artigo, divulgado no sítio da Columbia University Medical Center, a fadiga ocorre devido ao derrame de cálcio para dentro das células musculares. Os cientistas acreditam que essa é também a causa responsável pela exaustão sentida por pacientes cardíacos.
 

 

Até há pouco tempo, a comunidade científica acreditava que a fadiga que se segue a intensos e contínuos exercícios, como a maratona, era causada pela acumulação de ácido láctico nos músculos, mas a teoria tem vindo a ser questionada por alguns fisiologistas.
 

 

Neste estudo, os investigadores identificaram o vazamento nos músculos de ratinhos depois de três semanas de prática diária de natação e, em humanos, depois de três dias de ciclismo intenso.
 

 

Em circunstâncias normais, o corpo consegue reparar os danos musculares, mas o estudo sugere que os pacientes com Deficiência Cardíaca Crónica sofrem derrames constantes, que nunca dão aos músculos a hipótese de recuperação.
 

 

O estudo indica ainda que é esse vazamento, e não a redução de sangue e oxigénio enviados aos músculos pelo coração, que causa a fadiga debilitadora normalmente associada à condição.
 

 

Os cientistas planeiam agora testar o fármaco em pacientes com deficiências cardíacas.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.