Fármaco antifúngico comum trata cancro colorretal

Estudo publicado na revista “Journal of Experimental Medicine”

06 junho 2018
  |  Partilhar:
Um fármaco antifúngico comum revelou exterminar as células colorretais dormentes, o que o torna promissor no combate a este tipo de cancro.
 
O fármaco conhecido como itraconazol é usado em infeções fúngicas como a candidíase vulvovaginal e o pé-de-atleta.
 
Num estudo conduzido por uma equipa de investigadores da instituição Cancer Research UK de Cambridge, Inglaterra, o fármaco demonstrou eficácia contra as células cancerígenas colorretais dormentes ou inativas que não respondem aos tratamentos comuns como a quimioterapia, ao contrário das células cancerígenas ativas.
 
Consequentemente, o paciente mantem-se em risco de sofrer uma recidiva do cancro pois as células dormentes e imunes aos tratamentos poderão sair do seu estado de inatividade.
 
Para o estudo, Simon Buczacki e colegas testaram os efeitos do itraconazol sobre ratinhos com tumores colorretais. 
 
Primeiramente, a equipa procurou identificar as vias de sinalização que controlam a dormência das células em tumores cancerígenos. Para o cancro colorretal identificaram as vias “Hedgehog” e Wnt.
 
Seguidamente, testaram a eficácia de vários fármacos sobre aquelas duas vias de sinalização, tendo descoberto o potencial terapêutico da itraconazol na eliminação das células dormentes e bloqueio do crescimento tumoral. 
 
O investigador comentou que “o que é interessante é que este fármaco parece pôr tanto as células dormentes como as não-dormentes em ação”, explicando que “força as células a voltarem a um curto ciclo de crescimento” antes de pôr um bloqueio irreversível fazendo-as entrar no estado de senescência.
 
 Greg Hannon, diretor do Cancer Research UK em Cambridge explicou que as células dormentes resistentes aos fármacos são o problema em muitos tipos de cancro e que “se encontrarmos formas de atuar sobre estas células no cancro do cólon, poderemos ter uma pista sobre como abordar o problema das células tumorais dormentes de forma mais alargada”.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Classificações: 1 Média: 1
Comentários 0 Comentar