Fármaco anti-obesidade suspenso do mercado europeu

Informação veiculada pelo INFARMED

23 outubro 2008
  |  Partilhar:

A comercialização de um medicamento usado para o tratamento de doentes obesos ou com excesso de peso, que não é vendido em Portugal, mas está a ser objecto de ensaios clínicos, vai ser suspensa por risco de distúrbios psiquiátricos.
 

 

De acordo com uma nota da autoridade que regula o sector do medicamento em Portugal, o INFARMED, “o risco de desenvolvimento de distúrbios psiquiátricos em doentes obesos ou com excesso de peso tratados com Acomplia (rimonabant) é aproximadamente o dobro, quando comparado com placebo”.
 

 

Segundo o INFARMED, o Comité de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos (EMEA) recomendou a suspensão da Autorização de Introdução no Mercado (AIM) deste medicamento em toda a União Europeia.
 

 

O medicamento Acomplia foi aprovado na União Europeia em Junho de 2006, como adjuvante da dieta e exercício para o tratamento de doentes obesos ou com excesso de peso com factores de risco associados. O medicamento não se encontra comercializado em Portugal, embora estejam a decorrer ensaios clínicos com o mesmo em vários hospitais.
 

 

O INFARMED, em conjunto com o titular da AIM, está a equacionar benefícios e riscos destes ensaios, de acordo com as orientações da EMEA, segundo disse à agência Lusa fonte do Instituto.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.