Faltam meios de combate à pneumonia atípica

Taiwan acusa Organização Mundial de Saúde

07 abril 2003
  |  Partilhar:

O presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, acusou a Organização Mundial de Saúde (OMS) de não apoiar a ilha no combate à Síndroma Respiratória Aguda (SRA) para evitar ofender a China.
 

 

«Em nome da saúde e da segurança de todos os seres humanos, a OMS não deve excluir Taiwan por razões políticas», disse Chen Shui-bian na abertura de um seminário sobre segurança na região Ásia-Pacífico.
 

 

Apesar de tentativas repetidas por parte do governo de Taipé, a OMS tem recusado a adesão de Taiwan devido à pressão de Pequim, que considera Taiwan uma «província renegada», contra o reconhecimento da ilha em todas as instâncias internacionais.
 

 

Para Chen Shui-bian, a posição da agência das Nações Unidas «não só viola o objectivo fundador da OMS de trabalhar para a protecção da saúde de toda a humanidade, mas cria também um vazio na rede global de combate à doença».
 

 

Depois de uma primeira eclosão no sul da China em Novembro de 2002 e de um surto inicial em Fevereiro, que matou 31 pessoas na província de Guangdong, a SRA alastrou internacionalmente via Hong Kong.
 

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a nível mundial a SRA já fez 80 mortos, existindo um total de mais de 2.400 casos confirmados ou suspeitos em 27 países, incluindo um (suspeito) em Portugal.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.