Falta de vitamina E conduz à decadência física nos idosos

Estudo divulga no no JAMA

28 janeiro 2008
  |  Partilhar:

A baixa concentração sanguínea de vitamina E, geralmente associada a uma má alimentação, foi relacionada com a decadência das funções físicas em idosos, de acordo com um estudo publicado no “Journal of the American Medical Association”.
 

 

A pesquisa foi realizada com 698 pessoas com mais de 65 anos na Toscana, Itália, entre Novembro de 1998 e Maio de 2000. Essas pessoas também foram monitorizadas durante três anos, de 2001 a 2003.
 

 

Os cientistas mediram a proporção sanguínea dos vários micro-nutrientes deste grupo, entre eles as vitaminas E, B6, B12 e D. Também foram avaliadas as condições físicas em relação a testes padrões, conseguindo estabelecer uma correlação entre uma baixa concentração de vitamina E e uma diminuição das capacidades físicas.
 

Outra análise dos dados mostrou que a falta de vitamina E é a principal causa da diminuição das capacidades físicas a partir dos 81 anos.
 

 

"Esses estudos mostram que um aumento do stress oxidativo conduz a danos musculares ou do ADN, exacerba a arteriosclerose e contribui para uma degeneração dos neurónios", explica no artigo, a co-autora da investigação, Benedetta Bartali, da Yale School of Medicine (Connecticut).
 

 

Sob efeito do stress, o organismo já não está em condições de neutralizar a produção de radicais livres que oxigenam as células e acelera seu envelhecimento.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.