Falta de sono reduz níveis de testosterona nos homens jovens

Estudo publicado no JAMA

07 junho 2011
  |  Partilhar:

Dormir menos de cinco horas por noite reduz drasticamente os níveis de testosterona de um homem jovem e saudável, de acordo com um estudo da Universidade de Chicago, EUA, publicado no “Journal of American Medical Association” (JAMA).

 

Na investigação, a equipa liderada por Eve Van Cauter, líder do estudo e professora de medicina da Universidade de Chicago, foi verificado, em laboratório, que os homens que dormiam menos de cinco horas por noite durante uma semana tinham níveis significativamente mais baixos de testosterona do que quando tinham o sono completo.

 

A baixa de testosterona tem uma série de consequências negativas para os jovens, e não apenas na libido e reprodução. Os níveis saudáveis de testosterona são fundamentais na construção da força e massa musculares e na densidade óssea.

 

"Níveis baixos de testosterona estão associados à redução de bem-estar e vigor, o que também pode ocorrer como consequência da perda do sono", disse a líder da investigação, em comunicado, acrescentando que “pelo menos 15% da população adulta activa nos EUA obtêm menos de 5 horas de sono por noite, e sofre muitos efeitos adversos para a saúde por causa dessa situação”, completa.

 

Segundo explicou a especialista, “à medida que a investigação progride, a baixa duração do sono e a má qualidade do sono são cada vez mais reconhecidos como desreguladores endócrinos".

 

Os dez homens jovens no estudo foram recrutados da Universidade de Chicago. Todos passaram por uma série de testes rigorosos para triagem de distúrbios endócrinos ou psiquiátricos e problemas de sono. Os voluntários tinham uma média de 24 anos, eram magros e de boa saúde.

 

No estudo, os voluntários passaram três noites no laboratório de sono onde dormiram dez horas e mais oito noites em que dormiram menos de cinco horas. Durante a pesquisa, os investigadores recolheram sangue dos voluntários a cada 15 a 30 minutos durante 24 horas durante o último dia da fase do sono de dez horas e no último dia da fase do sono de cinco horas.

 

Os efeitos da perda de sono sobre os níveis de testosterona foram aparentes após apenas uma semana de sono curto. Cinco horas de sono diminuíram os níveis de testosterona entre 10% a 15%. Os jovens também relataram uma diminuição da sensação de bem-estar, do ânimo e vigor ao longo dos dias de restrição do sono, à medida que o estudo progredia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.