Falsa médica exerceu durante 26 anos

Informações veiculadas pela PSP-Porto

22 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Uma falsa médica trabalhou durante 26 anos num conceituado consultório de Radiologia do Porto. O caso foi descoberto na semana passada, numa operação da PSP.
 

 

Segundo fonte policial, citada pelo jornal Público, a suposta médica terá exercido Medicina, sem ter habilitações para isso, e só foi descoberta quando a polícia fez uma busca ao Instituto de radiologia Dr. Pinto Leite.
 

 

No Hospital da Prelada foi ainda descoberto um técnico que realizava biópsias e outros exames sem ter competências para tal.
 

 

Surpreendido com este caso em concreto, o presidente do Sindicato dos Técnicos de Saúde, Almerindo Rego, acredita que devem ser várias as queixas-crime deste tipo. E isto porque, explica, a "esmagadora maioria" dos exames nesta área são feitos por técnicos de Radiologia, muitos sem habilitações para tal. São funcionários que têm largos anos de experiência mas nunca chegaram a frequentar cursos de formação. "Estima-se que mais de 70% (dos técnicos) desempenhem estas tarefas sem qualificação profissional."
 

 

O sindicato está neste momento num processo litigioso com o Ministério da Saúde (MS), devido à emissão de cédulas profissionais a funcionários que não têm formação adequada. Há cerca de 17 mil cédulas emitidas, mas o número de licenciados nesta área é inferior, afirma Almerindo Rego.
 

 

Fontes: Público e SIC
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.