Falhas na reforma dos cuidados de saúde primários

Alerta da Union Européenne des Médecins Omnipracticiens

26 abril 2007
  |  Partilhar:

 

Uma organização internacional de médicos reunida em Lisboa alertou para o risco de o modelo português de reforma dos cuidados de saúde primários ser destruído por falhas no processo.
 

 

Segundo a UEMO (Union Européenne des Médecins Omnipracticiens), que congrega cerca de 400 mil médicos de toda a Europa, a reforma foi iniciada sem que seja conhecido um modelo global orientador. Com estas falhas, acrescenta, "corre-se o risco de destruir um bom modelo", uma vez que estão criadas "expectativas sem se fornecer o adequado suporte legal e financeiro".
 

 

A UEMO alerta ainda para um conjunto de práticas que não estão definidas: "A quem compete o grosso da intervenção comunitária?", "qual o papel das USF em relação à comunidade?", "qual o modelo de enfermagem nas USF?" e "como se vai fazer a reconfiguração dos centros de saúde?".
 

 

Fonte: Público
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.