Falha de memória atinge fase pré-menopausica

Investigadores descobrem causa

09 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos descobriram que a falha de memória experimentada por mulheres em fase pré-menopausica não é uma perda de memória de curto prazo, mas sim um temporário "curto-circuito" na capacidade de encadear e aprender informações novas, provavelmente gerado pelo stress que sentem devido às vicissitudes dessa nova fase da vida. A constatação foi feita durante o encontro anual da International Neuropsychological Association, nos Estados Unidos. A pessoa pensa que não se lembrar de algo, mas isso ocorre porque ela simplesmente não chegou a assimilar e registar a informação. Ou seja, a mulher não pode memorizar algo que não assimilou, e isso não é perda de memória - explicou o professor de neurologia Mark Mapstone, da University of Rochester Medical Center, em Nova Iorque. Segundo a neurologista Miriam Weber, que desenvolveu um estudo sobre o assunto em parceria com Mapstone, refere ser cada vez maior o número de mulheres de meia-idade que se preocupam com o problema de memória, pensando que, após a menopausa, serão fortes candidatas a sofrerem de Alzheimer. O estudo dos neurologistas serve de suporte a uma investigação publicada em 2003 na revista médica "Neurology", que concluiu que "a transição para a menopausa não necessariamente é acompanhada de perda de memória e baixa na velocidade de raciocínio".Segundo os cientistas, o fenómeno não é restrito às mulheres na pré-menopausa, podendo atingir qualquer pessoa - de ambos os sexos - que esteja a viver uma fase de ansiedade ou depressão. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.