Faculdades americanas contra influência do sector farmacêutico junto dos médicos

Apelo publicado no Journal of the American Medical Association

23 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Representantes das mais prestigiadas faculdades de Medicina e associações médicas dos EUA insurgiram-se contra a influência exercida pelos laboratórios farmacêuticos sobre os médicos, que consideram excessiva e contrária ao interesse público.
 

 

Num apelo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), destacados professores insistem na necessidade do estabelecimento de um rigoroso código deontológico que ponha termo "aos conflitos de interesses" entre médicos e empresas farmacêuticas.
 

 

"As regras dos vários hospitais e organizações profissionais não são suficientes para garantir, de modo adequado, a integridade da investigação científica e o melhor interesse dos doentes", escrevem os onze autores do documento, entre os quais Jordan Cohen, presidente da Association of American Medical Colleges (AAMC).
 

 

Sublinham que apesar do grande aumento da publicidade dos laboratórios dirigida ao público, 90 por cento dos 21 mil milhões de dólares do seu orçamento anual de promoção tem por alvo o corpo médico.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.