Factores genéticos influenciam aparecimento de distúrbio bipolar

Estudo publicado no livro "Clinical Aspects of Mania"

24 setembro 2009
  |  Partilhar:

Três em cada quatro jovens que sofrem de distúrbio bipolar com episódios maníacos têm parentes a quem foi diagnosticada alguma perturbação psiquiátrica, revela um estudo publicado no livro “Clinical Aspects of Mania”, divulgado pela agência Lusa.

 

De acordo com o estudo, 80% das crianças e jovens que sofrem de mania, uma das manifestações clínicas da doença bipolar, têm familiares com distúrbios, o que espelha o peso que os factores genéticos têm nesta doença.

 

A mania manifesta-se através de mudanças repentinas de humor, fala muito rápida, auto-estima extremamente elevada, energia em excesso, pouca necessidade de dormir, distracção exacerbada e irritabilidade.

 

No entanto, segundo um comunicado de imprensa da farmacêutica Bristol-Myers Squibb, existem outros factores que podem desencadear um episódio de mania, nomeadamente uma relação conflituosa com pais e irmãos, dificuldade de integração na escola, fraca capacidade de interacção com os outros e falta de calor maternal.

 

Segundo o estudo, em 60 % dos adultos, a doença manifestou-se antes dos 20 anos e em 10 a 20% dos casos antes dos dez anos.

 

Os investigadores estimam que 6 a 15% das crianças e adolescentes sofram de distúrbio bipolar, com episódio maníaco que pode durar até quatro anos, sobretudo no caso dos jovens.

 

No entanto, a mania pode ser controlada com um diagnóstico atempado, terapêutica e acompanhamento psicológico, familiar e escolar adequados.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.