Factores genéticos e ambientais causam síndrome de infertilidade masculina

Investigadores dinamarqueses apresentam um conjunto de factores responsáveis por uma nova síndrome masculina

02 julho 2001
  |  Partilhar:

A diminuição do número de espermatozóides, anormalidades nos órgão sexuais e aumento do cancro do testículo não são factores isolados. Este conjunto de problemas faz parte de uma nova síndrome masculina, revela um estudo apresentado ontem por investigadores dinamarqueses.
 

 

Factores genéticos ou ambientais, ou o conjunto dos dois, podem estar a causar uma nova doença, chamada síndrome disgenésica testicular (Testicular Dysgenesis Syndrome-TDS), identificada pela equipa do Hospital Universitário de Copenhaga, numa investigação dirigida pelo professor Neils Skakkebaek.
 

 

“Essas condições não ocorrem aleatoriamente, podem ser todas sintomas de uma síndrome,” afirmou Skakkebaek, durante uma reunião da European Society of Human Reproduction and Embryology.
 

 

Segundo o especialista, as funções reprodutivas masculinas têm vindo a deteriorar-se durante as últimas quatro décadas. Estudos realizados em países nórdicos revelam que os homens nascidos nos anos 1960 e 1970 têm possuem um menor número de espermatozóides do que os nascidos em décadas anteriores. “A TDS pode ser causada por factores genéticos ou ambientais ou uma combinação de ambos,” afirmou Skakkebaek, acrescentando que, por estes motivos, “fica cada vez mais claro, através da observação dos pacientes individualmente e de estudos epidemiológicos, que existe um aumento sincronizado de problemas reprodutivos masculinos.”
 

 

Os jovens dinamarqueses, na casa dos 20 anos, apresentaram espermatozóides de qualidade ainda mais inferior, mostrando claramente uma tendência relacionada com a idade, adiantou ainda o investigador.
 

 

 

Cerca de um em cada seis casais tem algum tipo de problema de fertilidade. Em 40 por cento desses casos, a causa está relacionada com o sexo masculino.
 

 

Mas existirão explicações para que tal se verifique? Skakkebaek adianta que o rápido aumento da incidência de vários sintomas de TDS, ao longo das últimas gerações, está ligado a factores ambientais adversos, tais como destruidores hormonais - substâncias usadas em tintas, pesticidas e detergentes que podem destruir as hormonas naturais do organismo.
 

 

Adaptado por: Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters e CNN
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.