Extrato de mirtilo pode ajudar no tratamento da doença periodontal?

Estudo publicado no “Journal of Agricultural and Food Chemistry”

07 setembro 2015
  |  Partilhar:

Investigadores do Canadá desenvolveram um tratamento baseado no extrato de mirtilo selvagem que pode ajudar a prevenir a formação de placa bacteriana envolvida no desenvolvimento da doença periodontal, dá conta um estudo publicado no “Journal of Agricultural and Food Chemistry”.
 

Muitas pessoas têm algum grau de inflamação nas gengivas, ou gengivite, resultante da acumulação da placa bacteriana. As gengivas ficam vermelhas e inchadas e sangram facilmente. Contudo, se a inflamação persistir pode evoluir para periodontite. A placa bacteriana transforma-se em tártaro, e a infeção pode se espalhar abaixo da linha da gengiva e destruir o tecido de suporte dos dentes.
 

Para tratar esta condição, os dentistas têm de raspar o tártaro e, por vezes, recorrem também à prescrição de antibióticos. Contudo, os investigadores têm começado a analisar o efeito de alguns antibacterianos naturais no tratamento desta doença.
 

Neste estudo os investigadores da Universidade de Laval, no Canadá, decidiram analisar se os polifenóis presente nos mirtilos, que atuam contra os agentes patogénicos de origem alimentar, poderiam ajudar a combater a Fusobacterium nucleatum, uma das principais espécies de bacterianas associadas à periodontite.
 

O estudo apurou que estes extratos de mirtilo ricos em polifenóis eram capazes de inibir o crescimento da Fusobacterium nucleatum, bem como a sua capacidade de formar biofilmes, percursores das placas bacterianas. Experiências realizadas em macrófagos, células do sistema imunológico que desempenham um papel importante na inflamação, também demonstraram que estes extratos bloqueavam a via molecular envolvida na inflamação.
 

“Esta ação antibacteriana e anti-inflamatória dos polifenóis do mirtilo sugere que este tipo de substâncias podem ser promissores candidatos a novos agentes terapêuticos”, concluíram os autores do estudo liderados por Daniel Grenier.
 

Atualmente a equipa de investigadores encontra-se já a desenvolver um dispositivo oral que lentamente liberta este extrato após a limpeza profunda, para ajudar a tratar a doença periodontal.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.